Peça “Bodas de Sangue” com temporada popular até dia 12 de abril
2/4/2009

O espetáculo de Amir Haddad estará com preços mais acessíveis até o dia 12 de abril. Para aqueles que ainda não tiveram chance de assistir, é bom aproveitar. A nova montagem de “Bodas de Sangue” teve início há cerca de dois anos, a partir de um sonho da atriz Ivone Hoffman que, em co-produção com Celso Lemos, confiou a realização do espetáculo ao Espaço Tom Jobim e a direção a Amir Haddad. A peça, que conta com Letícia Spiller e Tereza Seiblit entre outros no elenco, traz 30 atores que se revezam em cada papel, com o objetivo de fazer compreender de maneira mais ampla tanto a estrutura de cada personagem, como a da trama em si, de acordo com o processo criativo de Haddad. O teatro do Espaço Tom Jobim se enquadra perfeitamente no processo de encenação proposto por ele, cercado de vidros, trazem a natureza para dentro do teatro, permite a respiração do espaço cênico. É o cenário pronto para discutir os recorrentes temas populares da obra de Lorca como "o amor, o afeto, o autoritarismo, as regras, a violência, enfim, tudo aquilo que faz o sangue derramar, que é a essência de 'Bodas de Sangue'”, enumera Haddad. “Todo este conceito de um teatro que respira, popular, livre, vem ao encontro da proposta do Espaço Tom Jobim de juntar cultura e meio ambiente e valorizar a diversidade cultural”, completa Biza Vianna.

Sinopse:

Noiva foge com seu amor do passado, Leonardo Felix, no dia do seu casamento com outro. O noivo rejeitado, enfurecido, sai à caça do casal. Ao encontrá-los, os dois travam uma luta e acabam morrendo tragicamente aos pés da recém-casada.

Serviço:
Bodas de Sangue
Até 12 de abril
Sextas, sábados e domingos – 20h
Duração: 2h
preço: R$ 20,00 (R$ 10,00 para estudantes e idosos) e 20% desc. Portadores Cartão Petrobras
Forma de pagamento: dinheiro
Endereço: Rua Jardim Botânico, nº 1.008 - Jardim Botânico - Rio de Janeiro
Cep: 22460-000
capacidade: 400 pessoas
telefone: 2274-7012
classificação etária: 12 anos
estacionamento: vagas limitadas

 

 

 

 

 

volta à primeira página