Conversas no Museu debate práticas alimentares alternativas
7/1/2012

alimentos alternativosNesta terça, 8 de janeiro, o Museu do Meio Ambiente traz a pesquisadora Ana Branco e a nutricionista Vânia Barberan para falar dos mitos e verdades acerca da alimentação saudável.

O início de um novo ano nos leva a repensar antigos hábitos. Entre eles, nosso padrão alimentar é tema recorrente de promessas de vida nova. Para debater este tema, o primeiro Conversas no Museu de 2013 convida Ana Branco, pesquisadora em Alimentação Viva, e Vânia Barberan, nutricionista especializada em clínica funcional e fitoterapia, para uma conversa sobre mitos e verdades que cercam orgânicos, alimentos vivos, vegetarianismo e outros diferentes comportamentos alimentares.

Professora do Departamento de Artes e Design da PUC-Rio desde 1981, Ana Branco coordena a Feira de Desenho Vivo e leciona o curso Convivência com o Biochip, conceito criado por ela para designar alimentos que não passam por processos de cozimento, ou alimentos vivos. Em seus cursos, que misturam criação artística com práticas culinárias, Ana Branco investiga o que chama de informações contidas em hortaliças e sementes revitalizadas pelo processo de germinação. Segundo a pesquisadora, são estas informações, somente obtidas a partir da alimentação viva, que recuperam em nosso corpo nossa origem de mamíferos, possibilitando uma reconexão com a natureza viva.

Vânia Barberan, que debate com Ana Branco esta e outras práticas, é nutricionista com especialização em clínica funcional e fitoterapia. Atua no Conselho Regional de Nutricionistas do Rio de Janeiro e na Associação de Nutricionistas do Estado do Rio de Janeiro (Anerj), além de coordenar cursos de especialização em nutrição no Instituto Lenus.

Conversas no Museu acontece na terça-feira, 8 de janeiro, às 10h. Entrada gratuita, classificação livre. O Museu do Meio Ambiente fica na Rua Jardim Botânico, 1008.

 

 

 

 

 

 

voltar à primeira página