Reprise I Cine Gaia exibe documentário francês sobre o guaraná
7/5/2010

No sábado, 8 de maio, será exibido "Os Herdeiros do guaraná", sobre a exploração dessa planta na Amazônia.

O documentário dirigido por Rémi Denecheau em 2006 mostra como o povo Sateré-Mawé, da Amazônia, desenvolve um projeto de utilização econômica do guaraná sem destruir os recursos naturais, em contraposição ao modo de produção predatório da grande indústria. O filme será exibido às 16h, no Centro de Visitantes do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Mas a sessão começa antes, às 15h45, com a apresentação do curta-metragem "Profetas da chuva e da esperança", de Márcia Paraíso, vencedor do 5º Catarinense Festival de Documentário em 2008 e de outros prêmios.

A Reprise apresenta, quinzenalmente, uma seleção de produções que participaram do I Festival de Cinema Ambiental do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, I Cine Gaia, em 2008.

Programação:

15h45
Profetas da Chuva e da Esperança

Direção: Marcia Paraíso (Brasil, 2007) - 15 min
Documentário. Desde sua origem, o homem busca uma forma de olhar e reconhecer os sinais da natureza. No mundo contemporâneo, muito dessa capacidade se perdeu, mas, no sertão do Ceará, homens conhecidos como Profetas da Chuva traduzem previsões em esperança.

Guaraná16h
Os Herdeiros do Guaraná

Direção: Rémi Denecheau (França, 2006) - 52 min
Documentário. Um conflito opõe a cultura do povo Sateré Mawé, da Amazônia, descobridor das propriedades do fruto do guaranazeiro, à grande indústria que o comercializa em escala mundial. O sistema mercantil que levava os índios a destruir a floresta foi substituído, em 1996, pelo Projeto Guaraná, um plano de economia durável e solidário. O filme compara, assim, dois modos radicalmente opostos de produção e de compreensão da relação do homem com o meio ambiente.

 

 

 

 

 

volta à primeira página