Exposição “Obras Raras da Biblioteca Barbosa Rodrigues” é inaugurada no Jardim Botânico
7/11/2013

A mostra “Obras Raras” apresenta ilustrações originais em aquarelas de João Barbosa Rodrigues (1842-1909) e outros importantes naturalistas que retrataram a flora brasileira entre os séculos 18 e 19, como Martius, Spix, Beer, Humboldt e Saint-Hilaire.

Merece destaque o retrato de Barbosa Rodrigues, óleo sobre tela que foi feito em 1903 por Nand Buyli. A peça é agora apresentada ao público depois de ser restaurada recentemente por Denise Guiglimeti.

De acordo com a presidente do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Samyra Crespo, a exposição reúne alguns dos “tesouros do Jardim Botânico” que merecem ser mais divulgados. Todas as obras constam da Biblioteca Barbosa Rodrigues.

Em cartaz até 1 de dezembro, a mostra faz parte da programação do 4º Encontro Nacional de Ilustradores Científicos, que aconteceu de 4 a 7 de novembro no Jardim Botânico do Rio, contando com seminários, minicursos e outra exposição, de Ilustração Científica Contemporânea, no Centro de Visitantes.

Segundo Paulo Ormindo, coordenador do Encontro, a exposição no Museu do Meio Ambiente está promovendo a divulgação de um acervo raro, que possui relevância para a história da ciência e da botânica.

Barbosa Rodrigues foi um cientista que produziu vasta ilustração sobre a flora brasileira, especialmente orquídeas e palmeiras. Tornou-se diretor do Jardim Botânico em 1890, função que exerceu até sua morte, e foi o responsável pela criação do herbário, do antigo museu botânico (que hoje abriga o Museu do Meio Ambiente) e da biblioteca.

A exposição “Obras Raras” pode ser conferida de terça a domingo, de 9h às 17h. A visitação é gratuita.

O Museu do Meio Ambiente fica na rua Jardim Botânico, 1008.


 

 

 

 

 

 

 

 

voltar à primeira página