Jardim Botânico receberá coro e orquestra do Theatro Municipal em evento aberto ao público dia 14
11/12/2008

Coro e Orquestra do Theatro Municipal No domingo, dia 14 de dezembro, às 18h, o Jardim Botânico do Rio de Janeiro receberá o coro e a orquestra do Theatro Municipal do Rio de Janeiro para uma apresentação gratuita, aberta ao público, como forma de encerramento das comemorações dos 200 anos do parque. No programa está “Messias”, do compositor alemão naturalizado inglês G.F.Haendel, que foi escolhida não só por ser uma das mais importantes composições de todos os tempos, mas também por referir-se ao nascimento, à vida e à morte de Cristo. Para esta apresentação “O Messias” terá duração reduzida para 1h20, e será apresentado no Teatro Tom Jobim do Jardim Botânico sob a regência do maestro Silvio Viegas.

Viegas explica a opção pela reduzida da obra: “O Oratório inteiro de Haendel tem três horas de duração, dividindo-se em três partes que são o nascimento, a vida e a morte de Jesus Cristo. É uma música extremamente emocionante, pois o autor coloca os evangelhos da Bíblia em seu texto. A música é belíssima, mesclando árias no estilo camerístico, intimista, com grandes coros, como o conhecidíssimo “Aleluia”. Nestas apresentações, vamos seguir um formato onde priorizamos a parte de maior impacto, que é a primeira, sobre o nascimento de Cristo, mas faremos também os principais trechos da segunda e da última parte, com atuação fundamental do coro, chegando a uma hora e vinte minutos de espetáculo, mantendo o inglês como o idioma”.

Pesquisadores e estudiosos da vida e obra do autor dizem que Haendel criou “O Messias” em apenas 24 dias, a contar de 22 de agosto até 14 de setembro do ano de 1741. Desde o ano anterior, ele vinha enfrentando problemas que muito o abalavam como o fracasso da empresa teatral que dirigia, a Royal Academy, e uma paralisia facial que o privava de várias atividades. Numa noite de desespero, no entanto, ele teria tido um momento de iluminação, que trouxe para sua vida e sua arte uma espécie de renovação, devolvendo-lhe a paz e o entusiasmo necessários à criação. Surge então o seu mais célebre oratório “O Messias”, em que Haendel experimenta, a exemplo de Davi, ser guiado pelo Pastor junto às águas refrescantes.

Programa:

“O MESSIAS” de G.F.Haendel

- Coro e Orquestra do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

   * Solistas: Livia Dias – Soprano / Paulo Mestre – Contratenor / Geovanni Tristacci – Tenor / Inácio de Nonno – Baixo

   * Regência – Maestro Silvio Viegas

Serviço:
Data: 14/12/08
Horário: 18h
Local: Teatro do Espaço Tom Jobim - Jardim Botânico (Rua Jardim Botânico, 1.008 - Rio de Janeiro)
Entrada franca.
Censura Livre.

 

 

 

 

 

volta à primeira página