Reprise I Cine Gaia apresenta três documentários neste sábado, 16/4.
14/4/2011

Agroecologia brasileira, guerra do carvão nos EUA e descoberta de floresta tropical em Camarões são temas das produções selecionadas para a mostra.

A série de reprises de filmes que participaram do I Festival de Cinema Ambiental do Jardim Botânico do Rio Janeiro - I Cine Gaia, continua neste sábado, 16 de abril. Serão apresentados o documentário brasileiro “O legado Lutzenberger”, o norte-americano “Enfrentando Golias: a Guerra do Carvão no Texas” e o franco-camaronês “As Brumas de Mwanengouba”, todos produzidos em 2007.

A primeira exibição, às 15h, será de “O legado Lutzenberger”. Divulgador da teoria de Gaia, na qual a Terra é vista como um ser vivo, José Lutzenberger, ganhador do Nobel alternativo de 1988, foi um dos maiores responsáveis pelo início da conscientização sobre o meio ambiente no Brasil. Lutzenberger era defensor da agroecologia como forma de produção sustentável de alimentos para toda a humanidade. O documentário conta com depoimentos de amigos, colaboradores e das filhas do ambientalista, que continuam seu trabalho por meio da Fundação Gaia.

Em seguida, às 15h30, “Enfrentando Golias: a Guerra do Carvão no Texas” retrata a resistência local à iniciativa do então governador do Texas, Rick Perry, que aprovou a construção de 11 novas usinas de carvão, todas usando tecnologia antiquada, o que traria consequências desastrosas para a qualidade do ar.

Finalizando a mostra, será exibido, às 16h, “As Brumas de Mwanengouba”, sobre a descoberta, feita por um cientista inglês, de uma floresta tropical miraculosamente preservada aos pés de um vulcão ao sudoeste de Camarões. O local hoje é um dos mais importantes polos de biodiversidade e espécies endêmicas na África.

A Reprise I Cine Gaia acontece quinzenalmente na sala multimídia do Centro de Visitantes do JBRJ. Entrada pela Rua Jardim Botânico, 1008. Grátis.

 

 

 

 

 

volta à primeira página