Espécie considerada extinta na natureza frutifica no JBRJ
20/4/2012

arbórea Terminalia acuminata A Terminalia acuminata, espécie dada como extinta na natureza pela UICN, tem apenas três indivíduos vivos conhecidos – e eles estão dando frutos no Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

A espécie arbórea Terminalia acuminata (Fr. Allem.) Eichl. (Combretaceae), conhecida como jundiaí ou guarajuba e considerada pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) como Extinta na Natureza, está produzindo frutos no arboreto do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. A T. acuminata é uma espécie endêmica do estado do Rio de Janeiro e foi muito explorada devido à boa qualidade da sua madeira, utilizada em construção civil e naval.

Um dos últimos registros de coleta da espécie na natureza se deu em 1942. Em 2001, pesquisadores publicaram na Revista Brasileira de Botânica (Volume 24, n.1, p.51-62) o registro de uma população remanescente em um fragmento de mata no norte do estado do Rio de Janeiro, mas existem dúvidas sobre a determinação dessas amostras. Atualmente, os únicos três indivíduos confirmadamente vivos e conhecidos da T. acuminata são os que se encontram no Arboreto do JBRJ.

A Curadoria de Coleções Vivas do JBRJ e o Centro Nacional de Conservação da Flora – CNCFlora/JBRJ estão trabalhando para garantir a sobrevivência da espécie. Além das atividades de pesquisa conduzidas pelo Laboratório de Sementes do JBRJ, a Curadoria está fazendo experimentos para definir um protocolo de cultivo para T. acuminata que possa ser adotado na produção de novas mudas. Parte destas mudas será enviada para outros jardins botânicos brasileiros para assegurar sua conservação ex situ. O estabelecimento de uma estratégia para a conservação de T. Acuminata ainda depende de exaustivas buscas em campo, além de estudos de viabilidade e germinação de sementes. Espera-se que, futuramente, a espécie possa ser reintroduzida na natureza, em projetos de restauração ecológica.


 

 

 

 

 

voltar à primeira página