Reprise I Cine Gaia põe em foco populações vulneráveis
22/4/2010

Os pescadores de Recife e os índígenas MBya-guarani são personagens dos documentários que serão exibidos neste sábado, 24 de abril, no Centro de Visitantes.

A Reprise I Cine Gaia apresenta uma seleção dos filmes que participaram do I Festival de Cinema Ambiental do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, em 2008. As sessões começam às 15h30 na Sala Multimídia do Centro de Visitantes do Jardim Botânico, na Rua Jardim Botânico, 1008. A entrada é grátis.

Veja a programação deste sábado, 24/4:

15h30
Quando a maré encher

Direção: Oscar Malta (Brasil, 2006) - 31 min.
O filme registra o cotidiano dos pescadores urbanos do Recife, mostrando a criatividade necessária a quem depende da relação com o mar. Na tela, os pescadores que navegam à procura do seu sustento, que sabem ter a paciência para, a cada manhã, ter seu dia definido pela maré. O vídeo também mostra a situação dramática dos rios da capital Pernambucana.

16h
Mokoi Tekoá Petei Jeguatá 2 aldeias

Direção: Germano Beñites, Ariel Ortega, Jorge Morinico (Brasil, 2008) - 65 min.
Sem matas para caçar e sem terras para plantar, os Mbya-guarani dependem da venda do seu artesanato para sobreviver. Três jovens realizadores guaranis acompanham o dia-a-dia de suas comunidades unidas pela mesma história, do primeiro contato com os europeus até o intenso convívio com os brancos de hoje.

 

 

 

 

 

volta à primeira página