Conversas no Museu debate projeto do Porto Maravilha
25/10/2012

O coordenador dos programas Porto Maravilha Cidadão e Cultural, Alberto Gomes Silva, e o geógrafo Álvaro Ferreira falarão sobre as transformações que o projeto traz para a paisagem do Rio de Janeiro. O debate acontece na terça, 30 de outubro, às 10h, no Museu do Meio Ambiente.

A paisagem urbana do Rio de Janeiro está mudando. A proximidade de grandes eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas vem impulsionando obras que pretendem melhorar o trânsito e revitalizar algumas áreas da cidade. A Operação Urbana Porto Maravilha, considerada estratégica pelo governo, é uma delas. Os convidados do próximo Conversas no Museu, Alberto Gomes Silva, assessor especial da presidência da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp) e coordenador dos programas Porto Maravilha Cidadão e Cultural, e Álvaro Ferreira, professor e pesquisador em geografia urbana nas Universidades PUC-Rio e UERJ, discutirão as transformações, impactos, benefícios e desvantagens desse projeto.

Com previsão de término em 2015, as obras do Porto Maravilha prometem uma nova dinâmica para a cidade. Realizado em uma área de cinco milhões de metros quadrados, contempla intervenções urbanísticas que resultarão em importantes mudanças viárias. Entre elas, quatro quilômetros de túneis integrarão uma nova via após a demolição do Elevado da Perimetral, uma das mais importantes vias do Rio de Janeiro.

Sustentabilidade ambiental e socioeconômica também estão no escopo do projeto, que promete habitações de interesse social, uso de aquecimento solar, redução da poluição do ar e sonora, construção de museus, aumento de áreas verdes, entre outras melhorias que também terão como efeito o aumento da especulação imobiliária na região. Polêmicas, as obras vêm sofrendo críticas e elogios.

Conversas no Museu acontece em 30 de outubro, às 10h. Entrada gratuita. Classificação livre.
O Museu do Meio Ambiente fica na rua Jardim Botânico, 1008.

Porto maravilha

 

 

 

 

 

 

 

voltar à primeira página