Corpo Vivo - Carrossel das Espécies, de Ivaldo Bertazzo, estreia em 27 de junho
27/6/2011

Depois de ganhar os palcos paulistas, espetáculo tem curta temporada no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, de 27 a 30 de junho.

Anatomia, filosofia, teatro, música e dança reunidos sob os mesmos holofotes. Da integração destes elementos, nasce Corpo Vivo - Carrossel das espécies. O espetáculo chega ao Rio de Janeiro no próximo dia 27 com apresentações no Teatro Tom Jobim. Numa dinâmica que intercala dramatizações, coreografia e interatividade, Bertazzo traz a temática central do corpo como ferramenta múltipla. A análise das atividades mecânicas, da habilidade motora e a imaginação de um homem acima de seus limites corporais são questionamentos apresentados à plateia.

O trabalho do professor e coreógrafo Ivaldo Bertazzo transpõe os limites da peça. Os 18 bailarinos da produção, com idade entre 18 e 24 anos, são parte da Companhia de Dança Ivaldo Bertazzo, projeto que privilegia jovens da periferia paulista. Além da manutenção da Companhia, o coreógrafo é criador de um método único de percepção e reeducação do corpo, resultado de estudos de mais de 35 anos sobretudo em dança e biomecânica corporal. Por meio de oficinas oferecidas em sua Escola do Movimento, são atendidos empresas, pessoas comuns e profissionais ligados às áreas de discussão corporal para os quais Bertazzo transmite pessoalmente seu repertório.

A produção estará em cartaz no Teatro Tom Jobim, com cinco apresentações entre os dias 27 e 30 de junho: de segunda a quarta-feira, às 21h, e quinta-feira em duas sessões, às 18h30 e 21h.

 

 

 

 

 

voltar à primeira página