JBRJ disponibiliza seu Plano de Logística Sustentável
30/9/2013

O documento define iniciativas, metas, prazos e mecanismos de monitoramento e avaliação para garantir a sustentabilidade em todo o fluxo de materiais, serviços e informações do órgão.

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro disponibiliza seu Plano de Gestão de Logística Sustentável, denominado PLS JBRJ. A publicação do Plano atende ao estabelecido no Decreto nº 7.746/2012 e na Instrução Normativa SLTI/MPOG nº 10 de 14 de novembro de 2012. O PLS JBRJ foi elaborado pela Comissão Gestora do JBRJ – CPLS, constituída no âmbito da Comissão Permanente da A3P através da Portaria JBRJ nº 141/2012, alterada pela de nº 25/2013, e contou com representantes, convidados, de diversas áreas da instituição.

Como definido pela IN Nº 10 de 2012, da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) do MPOG, o PLS se constitui como “ferramentas de planejamento com objetivos e responsabilidades definidas, ações, metas, prazos de execução e mecanismos de monitoramento e avaliação, que permite ao órgão estabelecer práticas de sustentabilidade e racionalização de gastos e processos na Administração Pública”.

O Plano de Gestão de Logística Sustentável deve considerar as questões ambientais, sociais e econômicas em todos os processos do governo. Ele estabelece diretrizes e um conjunto de programas para a inserção de atributos de sustentabilidade na gestão da logística, visando reduzir impactos socioambientais negativos decorrentes das ações do JBRJ e melhorar a qualidade de vida.

O conteúdo – O documento encontra-se estruturado em programas, iniciativas e metas de curto e médio prazos a serem implementadas até dezembro de 2015, referentes à logística sustentável, considerada aqui como o “processo de coordenação do fluxo de materiais, de serviços e de informações, do fornecimento ao desfazimento, que considera a proteção ambiental, a justiça social e o desenvolvimento econômico equilibrado”.

O capítulo 1 descreve a metodologia utilizada para elaboração do Plano. Os inventários de bens e materiais, diagnóstico de práticas de sustentabilidade e de racionalização do uso de materiais e serviços implementadas, materiais de consumo sustentáveis do JBRJ, encontram-se nos apêndices de 1 a 3.

Já o capítulo 2 apresenta os antecedentes, objetivos e diretrizes do PLS JBRJ e o capítulo 3 descreve os programas de sustentabilidade que serão implementados para execução do Plano. A metodologia de monitoramento e avaliação do PLS JBRJ está contemplada no capítulo 4 enquanto que a estrutura de governança e competências da CPLS são apresentadas no capítulo 5.

Acesse aqui o Plano de Logística Sustentável do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (PLS JBRJ).
Decreto nº 7.746 de 5 de junho de 2012
Instrução Normativa SLTI nº 10 de 14 de novembro de 2012
Portaria JBRJ Nº 141/2012, de 14 dezembro de 2012
Portaria JBRJ Nº 025/2013, de 1 de março de 2013

 

 

 

 

 

 

 

 

voltar à primeira página